Nederlands | Español | Português |English

DESCOBRE A "PEGADA ECOLÓGICA" DA TUA ESCOLA

 

 

 

A tua escola preocupa-se em promover a cidadania global?
Todos os alunos e restante comunidade escolar estão conscientes das suas responsabilidades enquanto cidadãos globais?
Sabes o que podes fazer para te tornares num cidadão global activo?

A Oxfam define "cidadão global" como alguém que:

  • Está consciente do mundo que o rodeia e do papel que pode desempenhar,
  • Respeita e valoriza a diversidade,
  • Está disposto a agir para tornar o mundo mais igualitário e sustentável,
  • Assume responsabilidade pelos seus actos.

 


 

Ao aceitares este desafio, irás descobrir se a tua escola está a contribuir para a adopção de uma cidadania global activa e qual é o impacto, positivo ou negativo, que exerce sobre o Ambiente. As perguntas que se seguem encontram-se agrupadas em três áreas: Social, Global e Ecológica.

Para cada questão, deverás escolher uma só resposta. No caso de existir mais do que uma opção, deverás seleccionar a que se melhor adapte à realidade da tua escola.

SOCIAL
Esta secção está relacionada com o impacto social que a escola exerce tanto sobre a comunidade escolar, como sobre o meio onde está inserida.

 

  1. Avaliação do indivíduo
 

Na escola foi adoptada uma política, sujeita a revisões regulares, que valoriza cada aluno independentemente da sua raça, cultura, capacidade ou deficiência. Os alunos com deficiências encontram-se integrados no ambiente escolar.

   
Os professores estão empenhados em apoiar o potencial dos alunos, tentando encorajar o talento e capacidade de cada aluno.
   
Os alunos são incentivados a adaptarem-se às normas sociais e académicas defendidas pela escola.
   
Só os alunos mais inteligentes e bem comportados são valorizados.

  2. Multiculturalismo e sensibilização para a diversidade
 
A escola reconhece e respeita as festas, crenças e costumes de diversas culturas e religiões, sendo estas celebradas de forma apropriada no meio escolar.
   
Há o reconhecimento das festas, crenças e costumes de todas as culturas e religiões existentes na escola.
   

Os jovens são encorajados a adaptarem-se às normas sociais e académicas defendidas pela escola.

   
Na escola não existe reconhecimento da diversidade cultural.

  3. Igualdade
 
Na escola existe uma política que defende a igualdade de oportunidades. Os professores explicam o que consiste a palavra discriminação e o que ela implica, tanto ao nível individual como institucional e ajudam os alunos a questionar os seus próprios preconceitos.
   
Os professores preocupam-se em explicar o que significa a palavra discriminação e o que esta implica. Na escola existe uma política que defende a igualdade de oportunidades.
   

Os professores lidam com as diversas situações de discriminação, há medida que estas vão surgindo.

   
Não existe ninguém na escola que seja preconceituoso, como tal o problema não se coloca.

  4. Comportamento na escola
 
Existe uma política que incentiva a adopção de comportamentos ordeiros, destinada a promover a auto-estima e a encorajar a autodisciplina e a resolução de conflitos.
   
A escola adoptou uma política comportamental que é conhecida por toda a comunidade escolar. As regras e sanções a aplicar estão bem identificadas.
   

A escola adoptou uma política que defende a disciplina: as regras são conhecidas por todos e os alunos sabem que se as infringirem serão castigados.em

   
A escola não necessita de uma política disciplinar, porque os alunos são bem comportados, pois receiam as consequências de um mau comportamento.


  5. Relação escola-comunidade
 
Existe regularmente uma troca e partilha de informação entre a comunidade e a escola.
   
Existe uma fraca ligação entre a escola e a comunidade envolvente.
   

Estão a ser explorados canais de comunicação com associações/grupos locais e outras instituições.

   
Não está prevista qualquer ligação com a comunidade local.


  6. Participação dos alunos no processo de tomada de decisão
 
Existe um Senado Escolar, reconhecido por todos, que é chamado a emitir a sua opinião em todas as tomadas de decisão e onde são discutidos diversos temas (globais, sociais e ambientais) importantes para a escola e para a comunidade local.
   
Existe um Senado Escolar ou um outro organismo de representação e participação dos alunos, reconhecido por todos.
   

Não existe nenhum conselho, mas a escola acredita que os alunos deverão ter a possibilidade de se expressarem.

   
Os alunos não necessitam de representação.


  7. Promoção da Saúde
 
Existe um vasto programa de saúde, que engloba diversos temas como educação sexual, toxicodependência, alimentação saudável, abordados de acordo com uma perspectiva social, global e ambiental. Por exemplo: considerações sobre a proveniência dos alimentos, saúde e qualidade de vida dos produtores, comida orgânica, entre outras.
   
A escola possui um programa de saúde, mas este não inclui uma dimensão global.
   

A Educação para a saúde está limitada à disciplina de Ciências

   
A escola não possui qualquer programa de educação para a saúde e o tema não é considerado prioritário.

  GLOBAL
Esta secção diz respeito ao impacto que a escola exerce tanto num nível global, como em termos de Ambiente e face às comunidades no Sul. 

 

 

8. A presença da Cidadania Global no curriculum escolar

 
O conceito de cidadania global está presente nos currículos escolares e integra todas as disciplinas.
   
O ensino sobre temas globais e sobre o desenvolvimento sustentável apresenta-se como uma componente importante em Geografia, estando também presente noutras disciplinas, embora com diferentes níveis de interesse.
   

A dimensão global está presente quando se realizam reuniões com alunos e na disciplina de Desenvolvimento Pessoal e Social.

   
Os alunos só se preocupam com a sua própria comunidade. Só quando forem mais velhos é que têm de se debruçar sobre questões globais.


  9. Participação num projecto ou ligação a uma escola num país em vias de desenvolvimento
 
Existe uma troca de informação regular realizada com uma escola de um país em vias de desenvolvimento.
   
Apesar de ter sido estabelecida uma ligação com uma escola num país em vias de desenvolvimento, a partilha de informação é muito reduzida.
   

O interesse em contactar escolas em países em vias de desenvolvimento está a ser analisado.

   
Não está prevista nenhuma participação num projecto ou ligação com uma escola num país em vias de desenvolvimento.


  10. Café e chá «justo»
 
Todo o café e chá que são consumidos na sala dos professores provém do comércio justo e todos estão sensibilizados para os benefícios que este tipo de comércio proporciona aos produtores dos países em vias de desenvolvimento.
   
Os professores e restante pessoal tem a possibilidade de optar por consumir café e chá proveniente do comércio justo.
   

O consumo de café e chá «justo» foi tomado em consideração, mas foi recusado devido ao facto de ser mais dispendioso.

   
Na sala dos professores consome-se chá e café, independentemente da sua marca.

 

ECOLÓGICO
Esta secção está relacionada com o impacto que a escola produz sobre o meio ambiente e até que medida a escola promove activamente o desenvolvimento sustentável.

 
11. Educação Ambiental
 
A Educação Ambiental está prevista no curriculum escolar e é leccionada promovendo o contacto com a Natureza. A escola promove diversas actividades ambientais, como visitas ao campo, plantação de árvores, quintas ecológicas, entre outras disciplinas.
   
A Educação Ambiental está prevista no currículo e é leccionada através de diversas actividades desenvolvidas no âmbito das seguintes disciplinas: Geografia, Ciências, Arte, Teatro, entre outras.
   

A Educação Ambiental só é leccionada nos casos previstos pelo currículo, por exemplo na disciplina de Geografia e Ciências da Natureza.

   
A preocupação com o Ambiente não é uma prioridade para a Escola.


  12. Transporte para a escola
 
A escola preocupa-se com os meios de transporte, apoiando a partilha de carros na deslocação para a escola, sendo as opções por andar a pé, de bicicleta e transportes públicos encorajadas. Por outro lado, a escola identificou percursos pedestres e de bicicleta que podem ser utilizados com toda a segurança.
   
Os alunos são alertados para a importância de andarem a pé, de bicicleta ou de transportes públicos. Os professores e pessoal auxiliar fazem um esforço para reduzir as deslocações de automóvel.
   

Os benefícios de encorajar formas alternativas de transporte são do conhecimento da escola, mas a forma como os alunos e pessoal docente se desloca para a escola não é considerada uma prioridade.

   
A maioria dos alunos e quase todos os professores deslocam-se de carro para a escola e isso não constitui um problema.
(Se a tua escola se localizar num ambiente rural, talvez a deslocação de automóvel seja a única alternativa possível. Contudo, a escola pode desenvolver um sistema de partilha de automóveis, em vez de viajares sozinho/a).


  13. Eficiência Energética
 
A escola tem um plano que visa reduzir o consumo e os custos de energia, em que diversos indicadores são usados como metas a atingir. Estes são do conhecimento de toda a comunidade escolar. São realizadas medidas ao nível de isolamento sonoro, controle de temperatura, vidros duplos e existência de lâmpadas económicas.
   
A escola procura reduzir os custos de energia, mas não existe nenhum plano concreto de acção. Têm sido tomadas medidas para controlar o aquecimento e foram instaladas lâmpadas mais económicas.
   

Em toda a escola existem avisos alertando os alunos e restante pessoal para economizarem energia.

   
A escola não realizou qualquer esforço para poupar energia.


  14. Redução de desperdícios e reutilização
 
A escola adoptou uma política de redução de desperdícios, especialmente no que diz respeito ao papel e cartão. Por exemplo, reutilização de envelopes, evitar o uso de chávenas e pratos de papel e talheres de plástico.
   
A escola encoraja a redução de desperdícios: a reutilização é uma prática defendida e em todas as salas de aula e na secretaria existem papéis que podem ser utilizados para rascunho.
   

Na escola ensina-se a importância da redução de desperdício e da sua reutilização.

   
A escola não encoraja qualquer redução ou reutilização de materiais.

  15. Reciclagem
 
The school operates a recycling scheme for paper and actively promotes local recycling schemes for cans and glass.
   
A escola encoraja toda a comunidade escolar a separar materiais para reciclagem: papel, vidro e latas.
   

A escola ensina a importância de reciclar.

   
A escola não encoraja o ensino sobre reciclagem nem promove activamente esta actividade.


  16. Política de consumo
 
Na escola existe uma política de consumo que tem em atenção questões éticas e ambientais, visando a aquisição de produtos reciclados, materiais não tóxicos e evitando a compra de madeiras preciosas, entre outras. Antes das compras serem efectuadas é sempre tida em consideração a «reputação» ética e ambiental das companhias ou indústrias fornecedoras.
   
A política de consumo da escola recomenda a aquisição de bens recicláveis ou reciclados, não nocivos à saúde.
   

A escola preocupa-se com questões éticas quando adquire material.

   
Todas as compras efectuadas para a escola são decididas em termos de preços: compra-se a qualquer entidade desde que o preço seja adequado

Categorias para calcular os resultados deste questionário:

Este questionário tem como objectivo identificar algumas áreas em que a escola pode actuar, por forma a promover uma perspectiva global de diversos temas e dos princípios associados ao desenvolvimento sustentável. Todavia, também podes utilizar os resultados aqui obtidos para identificar o tamanho da pegada da tua escola, podendo isto ser um ponto de partida para a restante comunidade escolar se debruçar sobre temas sociais, globais e ecológicos que podem contribuir para a redução do seu impacto.

 

76 PONTOS OU MAIS: PEGADA MINÚSCULA. A tua escola adoptou uma verdadeira perspectiva universal de diversos temas e promove a cidadania global. A escola oferece oportunidades e estratégias de acção para reduzir ou melhorar o impacto social, global e ambiental que a sua comunidade escolar pode ter no mundo. Devem manter as vossas actividades, pois está bem patente em cada um, o que a escola tem feito de positivo.
ENTRE 64-75 PONTOS: PEGADA PEQUENA. A escola tem diversas estratégias a decorrer, que visam sensibilizar a comunidade para a cidadania global e desenvolvimento sustentável. Durante a resposta a este questionário poderão ser identificadas algumas questões a ser utilizadas pela escola, por forma a contribuir para uma prática mais efectiva da cidadania global.
ENTRE 24-63 PONTOS: PEGADA MÉDIA. A escola está consciente do seu impacto no ambiente. No preenchimento deste questionário levantaram-se algumas questões que apontam para diversas áreas às quais a escola tem de se dedicar, a fim de promover uma cidadania global e um desenvolvimento sustentável.
ENTRE 9-23 PONTOS: PEGADA GRANDE. Para além do que está minimamente estabelecido no curriculum, a tua escola não está a conseguir chamar a atenção para as questões da cidadania global e desenvolvimento sustentável,. Existem poucas, mas preciosas oportunidades para os que, no seio da comunidade escolar, desejam reduzir ou melhorar o seu impacto social, global ou ecológico.
ENTRE 0-8 PONTOS: PEGADA GIGANTE. A tua escola é um desastre. Os alunos e restante comunidade escolar terão que aprender a ser cidadãos globais.

 

  Nome:
  Email:
  Comentários: